p Ciranda Cirandinha: Para mais tarde recordar. .comment-link {margin-left:.6em;}

Ciranda Cirandinha

A aventura de se ser Mãe e Mulher

4º aniversário da Beatriz

Saturday, November 13, 2004

Para mais tarde recordar.

A Beatriz continua a não dizer os "Lh's" e daí, saem coisas castiças, mas cheias de convicção, como por exemplo:

“ - Que cor é esta, Beatriz?”
“ - É bermela!!”
“ - Ola mãe (leia-se, olha mãe) ola este palacinho (leia-se palhacinho)…”
“ - Mãe, tens umas orelas (leia-se orelhas), tens?”
e etc, etc, etc…

Outras que ficaram famosas:
1. Cuxpa
2. Qmotas
3. Motocarros
4. Xo-cavaquinhos
5. Baba
6. Motoxclimos
7. Deita
8. A quedeneve

E agora para a magnífica tradução:
1. Desculpa
2. Motorizadas
3. Autocarros
4. Cavalos
5. Água
6. Autoclismo
7. Almofada
8. A branca-de-neve

Expressões plenas de significado, desde que se saiba qual:

“Oh pah…” – Esta expressão saía a torto e a direito a partir dos 5 meses de idade. Não falava nada mas isto saía vezes e vezes sem conta.

“Mãe_Vô_Jeco_Miau!!”, seguido e sem respirar, repetida vezes e vezes sem conta, a plenos pulmões com um sorriso de orelha a orelha (que grande era o seu universo nesta altura! :D)

“Bião” – Tudo o que para ela fosse bom e apetitoso, doce ou salgado.

“Aiii Lês!”
– Esta, confesso que até hoje, desconheço o significado, mas era aplicada sempre que se sentia contente, da mesma forma como se pode aplicar uma outra como “Ai que bom!!”

“Liana!” – Idem aspas aspas… (Terá andado a ver o Tarzan?)

“PUUORRA!!” – Esta dispensa qualquer tipo de explicação, apenas uma nota: É preciso ter muiiiiiiiiito cuidado com o que se diz à frente deles. Acreditem… Muitas das coisas que dizemos, nem damos conta! ;)
E pronto, à medida que me for lembrando de outras antigas, ou que novas forem surgindo, deixarei aqui o lembrete.
.
*** Ciranda
.
PS: Só tenho mesmo pena é que algumas delas, por muito que tente pô-las em palavras, ficarão sempre, aquém. O que vale é que existem fotos e filmes! ;)

5 Comments:

At 7:40 PM, November 13, 2004, Anonymous Anonymous said...

aaaai ciranda! que coisas tão giras! que pena que passem tão depressa!
muitos beijos
Gracinha

 
At 11:52 AM, November 14, 2004, Blogger Margarida Atheling said...

Que mimo de dicionário!
Mas realmente passa tão depressa! Aproveita bem!
Bjs

 
At 1:20 PM, November 14, 2004, Blogger ni said...

Ainda bem que registas estas coisas!
:o)
Beijinhos e abraços
Lia

 
At 10:08 AM, November 15, 2004, Blogger eu said...

Felizmente os meus pais registaram todas as minhas primeiras palavras, a ordem de aprendizagem e o respectivo significado!
Na altura não havia blogs, mas tenho a sorte de ter um álbum do mais completo k há, com fotografias e histórias desde o nascimento até a ida pr a universidade.
Bjnho

 
At 11:49 PM, November 15, 2004, Blogger C_de_Ciranda said...

O registo destas coisas e das várias etapas e evoluções de cada criança devia ser obrigatório! Porque, de facto, as coisas passam mesmo muito depressa e são tantas que, dificilmente, conseguimos mantê-las intactas no registo da nossa memória.

O meu pai e tios também me fizeram um registo, apesar de não tão fiel, nem tão regular quanto isso... Era um daqueles antigos livros de contas dos tempos dos nossos avós, com linhas vermelhas, onde eles contavam peripécias do meu dia-a-dia e desenhavam as personagens das histórias do meu imaginário. Entre elas, o Rei-da-chupeta-de-pau, que um dia daqueles haveria de vir ter com a menina e enfiar-lhe uma chupeta de pau na boca, até ela ficar com a boca torta.

Eu fui uma peste para largar a chupeta, contam-me... :D


*** Ciranda

 

Post a Comment

<< Home